sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Saudade

 

Saudades de quando as pessoas pareciam mais legais;
as amizades mais verdadeiras;
o amor mais prazeroso;
o segredo mais bem guardado;
a gratidão mais demonstrada; o respeito mais considerado;
o aperto de mão mais firme;
o abraço mais apertado;
o silêncio mais calado;
o público menos "privado";
o sorriso mais natural; a suavidade mais leve;
as brincadeiras mais inocentes;
o lazer mais divertido;
o papo mais variado;
as pessoas mais informadas;
a liberdade mais liberta;
a certeza menos questionável;
a confiança menos insegura,
Enfim...
Saudades de ver o mundo com os olhos ingênuos de criança e não conseguir enxergar toda maldade e mesquinhez disfarçada.
Crescer tem um preço:
ter que encarar o mundo com tudo que ele oferece de bom
e ruim.

Jessica Alves

Nenhum comentário: