domingo, 18 de maio de 2014

Às vezes...


Às vezes a vida parece sem graça e você tem a certeza de que o mundo está contra você.
Às vezes da vontade de se esconder do mundo e fingir que tudo o que está acontecendo não é verdade.
Às vezes bate aquela tristeza e a certeza de que se a chuva veio foi só pra piorar o dia.
Às vezes você se acha feio, sem graça, fora da moda, que ninguém o quer e que tudo o que espera por você é um dia negro, repleto de coisas ruins.
Às vezes você não consegue dizer às pessoas aquilo que realmente sente e a certeza da solidão torna-se muito dolorida.
Quase sempre você quer ficar quietinho em seu canto, não expor seus sentimentos para não se machucar.
Afinal, já foram tantas as decepções.
Às vezes você se pergunta se conseguirá ultrapassar a fase difícil que está vivendo e o que o espera depois disso.
Às vezes você acha que todos ao seu redor são felizes, menos você. Aí você começa a se perguntar...
Por que me sinto tão sozinho?
Por que às vezes parece que todos estão contra mim?
Por que não tenho vontade de ver a luz do dia?
Por que na maioria das vezes parece que estou em um beco sem saída?
Por que não tenho vontade nem de levantar da cama?
Por que tenho vontade de abandonar tudo e fugir?
Por que fico deprimido mesmo quando todos em volta dizem que nunca tudo esteve tão perfeito?
Por que fico estressado só de pensar que amanhã é um novo dia?
Por que sinto que as pessoas passam perto de mim como um furacão, sem nem dar conta da minha existência?
Por que parece que sempre estou carregando um peso maior do que posso suportar?
Ou que exigem muito mais de mim do que posso dar?
Por que parece que estou sempre encurralado, pressionado, irado, abandonado, infeliz, desiludido, sobrecarregado, choroso, pensativo, insatisfeito?
E então você se pergunta: porque tudo dá errado comigo?
Mas está na hora de você começar a olhar todos os lados de uma mesma situação e ver que você também é responsável por tudo o que acontece na sua vida.
Está na hora de começar a dar valor às coisas pequenas que acontecem no seu dia-a-dia e deixar de se lamentar por coisas que amanhã serão "passado".
Está na hora de você começar a analisar se não está fazendo tempestade em copo d'água!
Está na hora de você começar a dar o verdadeiro nome às coisas.
Sim, porque tudo tem um nome, e você precisa pesquisar no fundo do seu coração seus verdadeiros sentimentos.
Abandono é abandono (não adianta se fazer de coitadinho; é preciso enfrentar a situação).
Mau humor afasta as pessoas.
E se você vive mal-humorado está na hora de olhar para dentro de si mesmo e ver as razões concretas para não enxergar as cores que a vida tem.
Decepções acontecem todos os dias...
E você precisa estar preparado para quando elas acontecerem (e aprender com elas!).
Fingir que nada está acontecendo não é uma boa maneira de resolver os problemas.
Eles ficarão ali, à sua frente, mesmo que você se recuse a vê-los!
Não se sinta fracassado se algum plano seu não deu certo (faça novos planos, afinal a vida não pára!).
Ser o dono da verdade não vai fazer com que você tenha razão em tudo (e isso quase sempre o deixa na solidão total!).
Sentir-se amedrontado às vezes é bom.
Mas... sempre? Não dá para viver a vida plenamente sem correr riscos!
Está na hora de você começar a ver a vida numa boa...
E desfrutar os pequenos momentos como se eles fossem os mais maravilhosos!
A vida é cheia de altos e baixos, de momentos alegres e tristes, de coisas boas e ruins.
Só depende de você superar as tristezas e viver as alegrias.
Nada de gastar a maior parte do seu tempo dormindo para fugir dos problemas.
Não transforme sua vida numa triste prisão! E só olhar a alegria dos outros não basta.
Você tem de vier a sua alegria.
E só você pode fazer isso!
Se tudo deu errado, amanhã com certeza será melhor.
Porque você tem o mundo aos seus pés. Basta querer!
Procure as pessoas que você ama! Aceite carinho, afago, colo...
Deixe-se levar pelas emoções...
Afinal, o que vale a pena na vida é aquilo que a gente vive, que a gente sente e que a gente compartilha!
Se quiser ficar sozinho, fique!
Mas que seja por opção, e não por medo de sofrer!
Aprenda a dizer sim!
Mas aprenda mais ainda a dizer "não".
Se tudo deu errado, vire o jogo!
Sorria, vá em frente, guarde as experiências (e as cicatrizes) para serem usadas da próxima vez.
E espere sempre pela próxima vez...
Mais sábio e mais feliz! 


Bjs até a próxima







Nenhum comentário: